Música: Denise Rosenthal - Cabello de Angel



Cabello de Angel é o terceiro single e videoclip da Denise Rosenthal do seu álbum Cambio de Piel com direção de Claudia Huaquimilla. O video mostra Denise intensa, se expressando através da dança. Poético, artístico e sentimental assim descrevo esse clip. Associado a canção  representa uma história de dor e apropriação de uma pessoa sobre outra e como isso é prejudicial ao florescer de todas as formas de uma mulher. Eu penso que essa canção conta uma história de relacionamento abusivo de maneira singela e muito tocante.

Abaixo letra e tradução:

No voy a dejar que mi corazón se ahogue en el engaño.
Si un día me hizo mal
No me voy a quedar con lo que me hizo daño.
Un arma letal que me quite el aire y mi sangre envenena.
Vacío total se llevó la Luz que fluía en mis venas.

Trepas y te cuelgas de una ilusión
Yerba mala de mi se aprovechó.

Cabello de ángel, te apoderaste
Tú viniste a mi, solo me usaste
Cuando te enredabas sobre mis versos sin piedad
No quise morir en ese silencio
Tú a mi me opacaste con tu tormento
Quitándome lento mi intención de florecer

Porque soporte que mi corazón estuviera dormido.
Invierno traidor, yo quería sol, pero no deprimido.
Como una adición, me hiciste creer que era yo el problema.
Una transición que mis hojas secas fueran mi poema
Trepas y te cuelgas de un ilusión
Yerba mala de mi se aprovechó.

Cabello de ángel, te apoderaste
Tú viniste a mi, solo me usaste
Cuando te enredabas sobre mis versos sin piedad
No quise morir en ese silencio
tú a mi me opacaste con tu tormento
Quitándome lento mi intención de florecer

Fui yo misma mi propio rival
Me trajiste solo frialdad
Mil jazmines tuve que cortar, para que otros nuevos pudiesen brotar.

Cabello de ángel, te apoderaste
Tú viniste a mi, solo me usaste
Cuando te enredabas sobre mis versos sin piedad
No quise morir en ese silencio
Tú a mi me opacaste con tu tormento
Quitándome lento mi intención de florecer
Cabello de ángel, te apoderaste
Tú viniste a mi, solo me usaste
Cuando te enredabas sobre mis versos sin piedad
No quise morir en ese silencio
Tú a mi me opacaste con tu tormento
Quitándome lento mi intención de florecer

Tradução

Não deixarei meu coração se afogar em decepção.
Se um dia eu fiz mal
Eu não vou ficar com o que me machucou.
Uma arma letal que tira meu fôlego e meu sangue envenena.
O vazio total levou a Luz que fluiu nas minhas veias.

Suba e se espere em  uma ilusão
Yerba mala de mim se  aproveitou.

Cabelo de anjo, você se apoderou
Você veio até mim, você só me usou
Quando você se enredou sobre meus versos sem piedade
Não queria morrer nesse silêncio
Você me deixou opaco com seu tormento
Desacelerando minha intenção de florescer

Porque eu apoio que meu coração estivesse dormindo.
Inverno traidor, queria sol, mas não deprimido.
Como adição, você me fez acreditar que eu era o problema.
Uma transição que minhas folhas secas eram meu poema.
Suba e se espere em uma ilusão
Yerba mala de mim aproveitou.

Cabelo de anjo, você se apoderou
Você veio até mim, você só me usou
Quando você se enredou sobre meus versos sem piedade
Não queria morrer nesse silêncio
Você me deixou opaco com seu tormento
Desacelerando minha intenção de florescer

Eu também era meu próprio rival
Você me trouxe apenas frio
Mil jasmim eu tive que cortar, para que novos pudessem brotar.

Cabelo de anjo, você se apoderou
Você veio até mim, você só me usou
Quando você se enredou sobre meus versos sem piedade
Não queria morrer nesse silêncio
Você me deixou opaco com seu tormento
Desacelerando minha intenção de florescer
Cabelo de anjo, você se apoderou
Você veio até mim, você só me usou
Quando você se enredou sobre meus versos sem piedade
Não queria morrer nesse silêncio
Você me deixou opaco com seu tormento
Desacelerando minha intenção de florescer

Comentários